Onde se respira música.

03/09/2018

A obra-prima de Bob Dylan



No dia 30 de agosto de 1965, Bob Dylan lançou aquele que seria seu álbum mais importante, Highway 61 Revisited. Nele o músico mistura rock com blues, mudando a direção de sua carreira. O disco ainda traz a música que seria o seu maior sucesso, Like a Rolling Stone.

Dylan começou a apontar mudanças no disco Bringing it All Back Home, lançado em 22 de março de 1965. Foi nele que o artista trouxe pela primeira vez músicas com instrumentos elétricos. Mas em Highway 61 Revisted que essa transformação foi completada. É nesse álbum que Dylan rompe com o folk em nove músicas, todas com instrumentos elétricos, trazendo seu primeiro álbum totalmente de rock.

Abrindo com uma linha de bateria marcante e em segundos sendo controlada por piano, órgão e guitarra, temos Like a Rolling Stone, considerada a melhor música de todos os tempos em lista realizada pela Revista Rolling Stone em 2004. Em 6 minutos, Bob Dylan nos traz versos como, "você não deve deixar que outras pessoas levem seus pontapés por você" e "quando você não tem nada, você não tem nada para perder, você é invisível agora, você não tem segredos para esconder", evidenciando toda poesia contida em suas composições. A música também foi revolucionária ao ser lançada como single, já que as rádios costumavam tocar canções com média de 3 minutos.

A segunda música, Tombstone Blues, é um rock de garagem com influências do blues e traz, novamente, ótimas linhas de bateria. It Takes a Lot to Laught, It Takes a Train to Cry é uma balada blues, que quebra o ritmo mais rock do álbum, com solos de gaita que se encaixam perfeitamente com a melodia. Mas essa calmaria acaba com, From a Buick 6, outro rock de garagem com blues.

Encerrando a primeira parte do álbum com a música Ballad of A Thin Man, Bob Dylan entoa seu piano como elemento principal, misturando com órgão, guitarra, baixo e bateria, criando um clima tenso e nos entrega uma das melhores músicas do disco. O músico questiona o Sr. Jones, que parece não saber onde está ou quem é, trazendo mais um exemplo de suas belas composições como no trecho, "Você esteve com professores, e todos eles gostaram de sua aparência, com grandes advogados você tem leprosos e ladrões discutidos, você passou através de todos os livros de F. Scott Fitzgerald, você é bem letrado, já se sabe bem, mas algo está acontecendo aqui e você não sabe o que é, sabe, Sr. Jones?".

O lado B é aberto com Queen Jane Approximately, música muito semelhante à Like a Rolling Stone, porém mais lenta. A sétima música é a que carrega o título do álbum, mistura elementos do rock, blues e folk. O nome é em homenagem à Highway 61, estrada que ligava Duluth, Minessota, cidade onde Bob Dylan cresceu, até New Orleans, Louisiana. Na música, o compositor apresenta diversos problemas e todos são solucionados na Estrada 61. "Oh, Deus disse à Abraão "Mate-me um filho", Abraão diz "Cara, você deve estar de sacanagem comigo", Deus diz "Não", Abraão diz "O quê?" Deus diz "Você pode fazer o que quiser Abraão, mas, Na próxima vez que você me ver vindo é melhor correr", Bem, Abraão disse "Onde você quer esta morte feita?", Deus diz, "Lá na Estrada 61.".

Com um piano envolvente e calmo, Just Like Thumb’s Blues é uma balada rock, com um dos melhores vocais de Bob Dylan. Essa música mostra outra característica marcante nas composições de Bob Dylan, a do trovador. Na música ele narra a história de um viajante perdido em Juárez, México, onde ele encontra prostitutas, álcool, drogas, corrupção e decide retornar a Nova Iorque, em mais uma daquelas letras que expõe a brilhante poesia contida nos versos de Bob Dylan. Para fechar o álbum, foi escolhida a música menos rock, uma composição com sua essência folk, mas que quebra com o gênero por ter 11 minutos, duração inaceitável para uma canção do estilo.


Em 2005, Highway 61 Revisited, foi considerado como o quarto melhor álbum de todos os tempos em lista feita pela Revista Rolling Stone e está na oitava colocação em lista com os 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. Bob Dylan entrega uma obra-prima que influenciou toda sua geração, o colocou entre os maiores nomes da história da música e revolucionou a indústria, começando pelo próprio cantor.



Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter