Onde se respira música.

27/01/2014

5 provas de que Humberto Gessinger > Roger Waters


Que ambos são expoentes do Rock não temos dúvidas. Mas o que você verá daqui para frente são argumentos muito bem embasados e concisos capazes de comprovar o quão o líder do Engenheiros é mais brilhante que Roger Waters.

1. Rogerinho Águas precisou de nada menos que três versões de "Another Brick In The Wall" para poder exprimir todo o conceito de repressão que existia. Já Humberto, malandro, conseguiu condensar sua genialidade em apenas duas versões de "Exército de Um Homem Só".

2. Rogerinho Águas para por aí, enquanto Humberto ainda encontra um resquício - pra ser modesto - de genialidade, e compõe músicas com melodia e ritmo iguais, mas as nomeia sem nenhuma relação. Surgem "O Papa É Pop" e "Perfeita Simetria".

3. O Sr. Roger Águas exprime a sexualidade em "Young Lust" com as palavras: "Uh, I need a dirty woman / Uh, I need a dirty girl". Já Humberto é muito mais direto e objetivo, e

4. Cite um membro do Pink Floyd além de Roger Waters. Ok. Agora cite um membro do Engenheiros além de Humberto Gessinger. Ah, você não é capaz?

5. "The Wall" retrata a história de Pinky, que perdeu seu pai na Segunda Guerra Mundial. Já em "Era um Garoto...", Humberto cita um garoto de identidade não revelada, que participa da Guerra do Vietnã. Agora me diga: O que foi a 2ª Guerra perto da Guerra do Vietnã?

Após esses argumentos, Sr. Águas virou Lama.




Share:

03/01/2014

Def Leppard: A superação de Rick Allen

Apoio: Playa del Nacho / Muda Rock

No dia 16 de Agosto de 1986, no Monsters of Rock inglês de Donington Park, o baterista Rick Allen afrontava a natureza ao retornar à função de baterista de sua banda, o Deff Leppard, mesmo na ausência de um braço, amputado dele 20 meses antes.

Na noite de 31 de Dezembro de 1984, Allen envolveu-se em um acidente automobilístico em seu Corvette a caminho de uma festa de família em Sheffield, Inglaterra. Quando um Alfa Romeo o ultrapassou. Allen afirmaria depois que o motorista do Alfa vinha bulindo com ele já fazia algum tempo naquela noite e decidiu que não deixaria uma ultrapassagem barata. Ao acelerar e emparelhar-se ao bólido italiano, Allen não percebeu uma curva logo adiante, e seu veículo voou sobre um paredão de rocha e aterrissou de cabeça para baixo em um descampado, arremessando-o para longe do cockpit, com um braço já dilacerado pelo cinto de segurança, que não estava devidamente ajustado. A namorada do músico, Mirian Baredsen, sofreu ferimentos leves, e os dois foram prontamente acudidos por um casal que passava pelo local [felizmente uma enfermeira e um policial de folga]. O braço de Allen fora reimplantado, mas devido a uma infecção – que poderia levar à amputação de ambos os membros superiores – os médicos optaram por retirá-lo definitivamente.

Ele teve alta do hospital três semanas e meia depois, e depois de duas semanas, estava com o Def Leppard na Holanda, começando a conceber, com a ajuda de engenheiros, um kit que o permitisse tocar apenas com o braço direito. O ex-baterista do Status Quo, Jeff Rich, colaborou com Allen na elaboração de um rig eletrônico, que acabou sendo fabricado pela marca Simmons.

O vocalista da banda, Joe Elliott, diria em um vídeo promocional da banda anos depois:

“Na maior parte do tempo, eu fico de costas pra ele, então, consequentemente, eu só o ouço. E eu esqueço. Ele manda muito bem e um braço, três braços, dois braços, quem é que se importa, né?”

Ouça a um stream de áudio com a reapresentação de Allen ao público em 1986 abaixo.






Ao lado da artista Lauren Monroe, Rick fundou a The Raven Drum Foundation, que ajuda, por meio de aulas de bateria, pessoas com problemas físicos e traumas emocionais, como no caso de ex-guerrilheiros.

Não bastando ser um baterista com apenas um braço, Allen decidiu transformar a forma como interpreta seu som, sua música, em arte abstrata que envolve desenhos, fotografias e diversas formas de expressão em tela: a mostra Eletric Hand:Rhytm and Change. Diferentemente de outros artistas, Rick Allen decidiu vender suas obras não em uma exposição, mas pela internet em seu site oficial rickallenart.com.



Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter