Onde se respira música.

26/08/2013

Shoegaze: Deixando sua marca (ou não) no Rock


Se você achava que o Emo e o Indie eram casos isolados no Rock, a serem observados com maior cuidado para não serem mal-compreendidos, você não sabe da missa pela metade!

Final dos anos 80 pra início dos anos 90: O Metal estava em declínio e o Grunge era a nova moda. Mas um movimento de menor expressão, e que surgiu timidamente - perdão pelo trocadilho - é, no mínimo, curioso. O Rock Alternativo é muito amplo, mas o Shoegaze se mostrou nessa época se distinguindo de todo o resto, tendo como porta-vozes My Bloody Valentine, The Jesus and Mary Chain, The Verve, e mais recentemente Silversun Pickups, por exemplo.

Musicalmente falando, o Shoegaze não era nada de outro mundo. Guitarras cheias de distorção e efeitos e vocais contidos, onde era difícil de identificar os instrumentos. Mas o que chamava atenção, de fato, era a origem desse rótulo. Bandas do estilo costumavam performar no palco com total timidez. Às vezes à ponto de ficarem apenas olhando para seus próprios sapatos, daí Shoegaze.

Vale a pena dar uma conferida nessa matéria do Miojo Indie.
Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter