Onde se respira música.

27/08/2013

Sucessos e fracassos: Covers brasileiros de vários hits


Partimos do princípio de que o cover é a maior forma de reconhecimento de uma música ou artista. Mas cover em outra língua e com uma letra adaptada não é uma fórmula garantida de sucesso. Pensando nisso, fizemos uma lista com (quase) tudo que foi "importado", incluindo os sucessos e fracassos obtidos. Confira:




Original: David Bowie - Starman
Cover: Nenhum de Nós - Astronauta de Mármore

O que dizer do Camaleão Bowie? A versão é incrível com toda sua orquestração. Já o cover deixa a desejar. A mudança é brusca, o ritmo é alterado. Se a música em si fosse do Nenhum de Nós e não tivesse ligação com "Starman", estaria dentro dos padrões, mas por tratar-se de um cover, o nível de qualidade é abismal.










Original: The Police - So Lonely
Cover: Léo Jaime - Solange

Um clássico do Police e de seu primeiro álbum, com uma fórmula pop que Sting e cia. sempre foram capazes de executar. Léo Jaime tinha boas intenções, mas... "So Lonely" virar "Solange" não soou legal.











Original: Soda Stereo - De Musica Ligera
Cover: Capital Inicial - À Sua Maneira

Coverizar uma música da Argentina é bem mais fácil que uma americana ou inglesa, convenhamos. Foi isso que o Capital fez. Mantendo a mesma vibe da original - muito boa, por sinal - quase não se nota a diferença na língua. O Capital sempre foi bom nesse quesito.










Original: The Clash - Train In Vain
Cover: Ira! - Pra Ficar Comigo

Mick Jones nos vocais, e "Train In Vain" virou um dos hits do Clash. Nasi e cia. arriscaram, mas o cover em "Pra Ficar Comigo" faz todo o sentido. A música soa como o clássico do Clash sem ser necessariamente uma cópia.









Original: Bob Dylan - Knockin' On Heaven's Door
Cover: Zé Ramalho - Batendo Na Porta do Céu

Se tem alguém que sabe lidar com a música internacional e saber interpretar, esse alguém é Zé Ramalho. "Zé Ramalho canta Bob Dylan", "Zé Ramalho canta Beatles". O cara sabe como aproveitar um bom som.









Original: Pericos - Parate y Mira
Cover: Os Paralamas do Sucesso - Lourinha Bombril

O Paralamas sempre usou e abusou da música latina, e caribenha, sobretudo... Mas muita gente nunca nem soube que se trata de um cover.











Original: Iggy Pop - The Passenger
Cover: Capital Inicial - O Passageiro

A tarefa não era fácil. Um cover para um hit do pioneiro do punk Iggy Pop pode arruinar como alavancar a imagem de um grupo, e o Capital soube aproveitar o sucesso de "The Passenger". O cover parece caminhar junto com a original, principalmente no começo e no refrão.









Original: The Beatles - Hey Jude
Cover: Kiko Zambianchi - Hey Jude

Mexer com uma música dos Beatles é como mexer com uma santidade. Algo me diz que Kiko Zambianchi fez a escolha errada...










Original: The Who - I Can't Explain
Cover: Ultraje a Rigor - Eu Não Sei

E quem disse que o Ultraje só sabe fazer músicas engraçadas?











Original: Les Rita Mitsouko - C'est Comme Ça
Cover: Capital Inicial - Sem Cansar

E o leque do Capital é vasto: castelhano, inglês, e francês, por quê não?

Share:

26/08/2013

Shoegaze: Deixando sua marca (ou não) no Rock


Se você achava que o Emo e o Indie eram casos isolados no Rock, a serem observados com maior cuidado para não serem mal-compreendidos, você não sabe da missa pela metade!

Final dos anos 80 pra início dos anos 90: O Metal estava em declínio e o Grunge era a nova moda. Mas um movimento de menor expressão, e que surgiu timidamente - perdão pelo trocadilho - é, no mínimo, curioso. O Rock Alternativo é muito amplo, mas o Shoegaze se mostrou nessa época se distinguindo de todo o resto, tendo como porta-vozes My Bloody Valentine, The Jesus and Mary Chain, The Verve, e mais recentemente Silversun Pickups, por exemplo.

Musicalmente falando, o Shoegaze não era nada de outro mundo. Guitarras cheias de distorção e efeitos e vocais contidos, onde era difícil de identificar os instrumentos. Mas o que chamava atenção, de fato, era a origem desse rótulo. Bandas do estilo costumavam performar no palco com total timidez. Às vezes à ponto de ficarem apenas olhando para seus próprios sapatos, daí Shoegaze.

Vale a pena dar uma conferida nessa matéria do Miojo Indie.
Share:

05/08/2013

Bob Dylan: Os EUA traíram Jesus Cristo


1964: Dylan lança "The Times They Are A-Changin'", que se tornaria um clássico de sua carreira. Nele, "With God on Our Side". Para os inocentes, uma ode aos EUA. Para quem vê a fundo a canção, uma completa demonstração de sarcasmo. "Deus está ao nosso lado" não significa "Deus está passando a mão em nossas cabeças". A estrofe "Nas horas de trevas ando pensando sobre isso / Que Jesus Cristo foi traído por um beijo / Mas não posso pensar por você, é você que precisa decidir / Se Judas Iscariotes tinha Deus do seu lado" resume e traduz bem isso. Deus esteve ao lado de Judas e foi traído. Agora, Deus também está ao lado dos EUA, mas as tantas desavenças e o tanto de mortos causados pelo envolvimento norte-americano nas guerras são um claro sinal de traição.

Ouça a canção e leia a letra logo abaixo e tire suas próprias conclusões.


"Oh, meu nome é nada, minha idade, menos ainda
O país do qual vim se chama Meio Oeste,
Fui ensinado e criado lá para as leis obedecer
E a terra em que eu vivo tem Deus do seu lado

Oh, os livros de história descrevem, eles contam tão bem
Os ataques da cavalaria e os índios que caíram
Os ataques da cavalaria e os índios que morreram
Oh, o país era jovem com Deus do seu lado

Oh, A Guerra Espanhola-Americana teve seu dia
E a Guerra Civil também logo se foi
E os nomes dos heróis que fui obrigado a memorizar
Com armas em suas mãos e Deus do seu lado

Oh, A Primeira Guerra Mundial, rapazes, lacrou nosso destino
A razão por lutar, eu nunca entendi
Mas aprendi a aceitá-la e aceitá-la com orgulho
Pois não se contam os mortos
Quando Deus está do seu lado

A Segunda Guerra Mundial chegou ao seu final
Perdoamos os alemães e nos tornamos amigos
Embora eles tenham matado seis milhões
Nos fornos que fritaram,
Os alemães agora também têm Deus ao seu lado

Aprendi a odiar os russos
Por toda minha vida
Se outra guerra começar serão eles que iremos enfrentar
Para odiá-los e temê-los, para correr e se esconder,
E aceitar tudo bravamente, com Deus ao meu lado

Mas agora temos armas de poeira química
Se obrigados a atirá-las, então atirá-las devemos
Um apertar de botão, e explode-se o mundo inteiro
E você nunca faz perguntas,
Quando Deus está do seu lado

Nas horas de trevas ando pensando sobre isso:
Que Jesus Cristo foi traído por um beijo
Mas não posso pensar por você, é você que precisa decidir:
Se Judas Iscariotes tinha Deus do seu lado

Portanto agora estou me despedindo...
Estou cansado pra diabos.
A confusão que sinto, nenhuma língua conseguiria descrever
As palavras enchem minha cabeça e se derramam sobre o chão:
(Que) Se Deus está do nosso lado, ele impedirá a próxima guerra"
Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter