Onde se respira música.

14/08/2011

Você sabia? #7: A história por trás de "Smoke On The Water", do Deep Purple


"Smoke on the Water" é uma canção da banda britânica de rock Deep Purple. Foi lançada pela primeira vez no sexto álbum da banda, Machine Head, de 1972. A música é famosa por ter um dos riffs de guitarra mais conhecidos e tocados da história do rock.

A letra da canção fala de uma história verídica: em 4 de dezembro de 1971, o Deep Purple chegou em Montreux, na Suíça, para gravar um álbum usando um estúdio de gravação móvel (alugado dos Rolling Stones, e conhecido como "Rolling Stones Mobile Studio", chamado de "Rolling truck Stones thing" e "the mobile" na letra da música) no complexo de entretenimento que fazia parte do Cassino de Montreux (chamado de "the gambling house", "casa de apostas", na letra). Na véspera da sessão de gravação, um show de Frank Zappa & The Mothers of Invention foi realizado no teatro do cassino e, durante o show, um incêndio se iniciou; no meio do solo de sintetizador de "King Kong", alguém na plateia disparou um sinalizador (flare gun) no teto de ratã, incendiando-o (o que é mencionado no verso "some stupid with a flare gun", "um idiota com um sinalizador"). O incêndio destruiu todo o complexo do cassino, juntamente com todo o equipamento do Mothers. A "fumaça na água" que se tornou o título da canção (creditado ao baixista Roger Glover) referia-se à fumaça vinda do fogo, que se espalhou pelo lago de Genebra (também conhecido como lago Léman) a partir do cassino em chamas, enquanto os membros da banda o assistiam de seu hotel, do outro lado do lago. O "Funky Claude" que, segundo a letra, "entrava e saía correndo" (running in and out) é Claude Nobs, diretor do Festival de Jazz de Montreux, que ajudou parte da plateia a fugir das chamas.

Vendo-se com uma unidade móvel de gravação caríssima, porém sem lugar algum para usá-la, a banda foi obrigada a percorrer a cidade, em busca de um lugar para se instalar. Um local promissor, encontrado por Nobs, era um teatro local chamado The Pavillion - porém assim que a banda descarregou e começou a trabalhar, os vizinhos se incomodaram com o barulho; a banda pôde apenas gravar as faixas de fundo para uma canção (baseada no célebre riff de Ritchie Blackmore, e chamada temporariamente de Title n.º1, "Título n.º 1"), antes que a polícia local interrompesse a sessão.

Após cerca de uma semana de procura, a banda finalmente alugou o Grand Hotel de Montreux, praticamente vazio, e converteu alguns de seus corredores e escadas num improvisado estúdio de gravação, onde gravaram a maior parte das faixas daquele que viria a ser o seu álbum mais bem-sucedido comercialmente, Machine Head, incluindo a maior parte da própria "Smoke on the Water" (embora a letra tenha sido composta posteriormente).

Dê uma olhada na tradução completa e no vídeo legendado da música:

"Saímos todos para Montreux
Ás margens do Lago Genebra
Para gravarmos um disco (com um estúdio móvel)
Não tivemos muito tempos
Frank Zappa e The Mothers
Estavam lá no melhor lugar
Mas um estúpido com uma pistola sinalizadora
Incendiou o local até o chão


Fumaça sobre a água, fogo nos céus
Fumaça sobre a água


Eles queimaram totalmente a casa de jogos
A casa ruiu com um som terrível
Funky Claude correu pra todo lado
Tirando as crianças do local
Quando tudo terminou
Tivemos que procurar outro lugar
Mas o tempo Suíço estava se esgotando
Parecia que perderíamos a corrida


Fumaça sobre a água,é fogo nos céus
Fumaça sobre a águas


Terminamos no Grand Hotel
Estava vazio, frio e desprotegido
Mas com o caminhão dos Rolling Stones lá fora
Fazendo nossa música lá
Com algumas luzes vermelhas e algumas camas velhas
Fazemos um lugar suar
Não importa o que ganharmos com isso
Eu sei que nunca esqueceremos


Fumaça sobre as águas, é fogo no céu
Fumaça sobre as águas"


Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter