Onde se respira música.

24/07/2011

Covers #2: Roy Orbison vs Van Halen

Trata-se da mundialmente conhecida "Oh, Pretty Man", originalmente lançada por Roy Orbison, em 1964. A música faz parte do sexto álbum do cantor, intitulado "Orbisongs", de 1965. Já a versão cover (houve muitas versões) mais conhecida é do Van Halen. Essa música faz parte do quinto álbum da banda, intitulado "Diver Down", de 1982.

Confira:

Roy Orbison (Original)


Van Halen (Cover)

Share:

23/07/2011

Você sabia? #6: A história por trás de "Black Sabbath", do Black Sabbath

"Black Sabbath" é a 1ª faixa do 1º álbum do Black Sabbath, que leva o nome da banda. Vários críticos e grupos religiosos já acusaram a música de satânica por sua atmosfera extremamente sombria, além de sua letra, que é confundida como apologia ao demônio, mas, na verdade, trata-se de um filme de terror assistido por Tony Iommi. Por ser uma música extremamente sombria, ela deu origem ao Doom metal.

Segundo a banda, a música foi inspirada numa experiência que Geezer Butler contou ao Ozzy. Ainda na época de Earth, Geezer Butler pintou seu apartamento de preto, colocou crucifixos de cabeça pra baixo, e pôs várias imagens de Satã nas paredes. Osbourne deu à Butler um livro sobre bruxaria. Ele leu o livro e o colocou sobre uma mesa antes de dormir. Quando acordou, afirmou ter visto uma grande vulto preto aos pés de sua cama. O vulto desapareceu e Butler foi buscar o livro, e somente nesse momento ele deu conta de que o livro tinha sumido. Logo depois ele contou ao Ozzy, que escreveu a letra da música.

Abaixo a tradução e vídeo da música:

"O que é isso a minha frente?
Vultos de preto apontam para mim.
Volto rápido e começo a correr.
Descubro que fui o escolhido.

Grande forma negra com olhos de fogo,
Dizendo às pessoas seus desejos,
Satã ali sentando, ele está sorrindo.
Olhe aquela chamas crescerem cada vez mais.
Oh não, não, por favor Deus, me ajude

Criança chora para a mãe
Mãe grita no meio do fogo
Satã aponta para mim outra vez
Abre a porta para me empurrar pra dentro
Oh não!

É este o fim, meu amigo
Satã se aproxima dobrando a esquina
Pessoas correndo porque estão com medo.
Pessoas devem ir e ter cuidado
Não! Não! Por favor! Não!"


Share:

22/07/2011

Mapa do Metal

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos


Patrick Galbraith, aparentemente Australiano, resolveu criar o site www.mapofmetal.com , que como o próprio nome diz é um Mapa interativo do Metal ao longo do tempo e da região onde cada sub-gênero foi inventando.

Com um layout muito legal e ligações entre cada estilo, o trabalho poderia ser chamado até de Mapa do Rock, já que traz também Punk Rock e Hardcore além do Metal, e mostra como todos esses estilos foram se fundindo e criando novos gêneros e bandas interessantíssimos para que todos nós pudéssemos aproveitar.

Você pode navegar pelo mapa do Metal e quando chegar em cada estilo ouvir músicas dos seus principais representantes, como o Black Sabbath para o Heavy Metal, o Dead Kennedys para o Hardcore  o Ramones para o punk e assim por diante.

Assim como o estilo, o site é pesado e demora um pouco pra carregar, mas vale muito a pena.

Vi no TMDQA, que viu no Update Or Die, que viu no Whiplash.

Share:

21/07/2011

Roger Waters: "The Wall" of Berlin

Fonte: Perdidos no Ar



21 de Julho de 1990: Essa foi a data de um dos mais memoráveis shows da história do rock. Assim como o 13 de julho é designado como "dia mundial do rock", essa homenagem poderia perfeitamente ser substituída, e feita no dia que está no título.

Em novembro de 1989 vinha abaixo o maior símbolo da guerra fria entre os Estados Unidos e a União Soviética. Curiosamente, esse marco não ficava em nenhum desses países, e sim em Berlim, hoje capital da Alemanha, mas na época dividida entre capitalistas e socialistas. O muro, construído para separar a cidade, caiu pelas próprias mãos dos moradores, depois de 29 anos de existência.

Mas o que isso tem a ver com rock, você deve estar se perguntando. Pois bem, Roger Waters, eterno membro do Pink Floyd no coração dos fãs, mas na época, em lítigio judicial e fora da banda, pensava em fazer um megashow para arrecadar fundos para o Memorial Fund for Disaster Relief (instituição que visava auxiliar vítimas de desastres).

Vários locais foram especulados para um show que aconteceria no final dos anos 80. Porém, com a queda do muro, ficou decidido que o lugar não só seria na cidade de Berlim, mas também onde a construção estava localizada. Portanto, o evento, com atraso de alguns meses devido a entraves burocráticos, ocorreu entre a Potsdamer Platz e o Portão de Brademburgo, antiga "terra de ninguém", reunindo entre 250 e 350 mil pessoas.


A produção foi de dar inveja a qualquer coisa já feita nessa matéria. O palco tinha 170 metros de largura e um muro de 25 metros de altura, construído e posteriormente destruído durante o espetáculo por gruas gigantescas. Toda essa brincadeira foi orçada em "apenas" 10 mihões de dólares

O setlist foi o clássico "The Wall" na íntegra. O álbum, composto por Waters, conta a história de Pink, um rockstar que perdeu o pai na segunda guerra e foi criado pela mãe reguladora. Inserido em uma sociedade hipócrita e abusiva, Pink se rebela perante essa situação. O contexto e o local, junto com a música, não poderiam ser mais apropriados.

Para completar, o concerto contou com participações especiais de Joni Mitchell, Cindy Lauper, Bryan Adams, Van Morrison, The Band, Sinead O'Connor (fazendo uma versão de "Mother" sensacional) e os nativos Scorpions.

O lugar certo, na hora certa, com as pessoas certas. Não poderia dar errado.



Share:

Você sabia? #5: A história por trás de "Lola", dos Kinks


"Lola", escrita por Ray Davies, faz parte do oitavo álbum de estúdio dos Kinks, intitulado "Lola Versus Powerman And The Moneygoround, Part One (1970)".


A letra descreve uma formosa mulher por parte do grande Ray Davies, mas na época em que foi lançada tinha múltiplas interpretações. A verdadeira história é que Davies se inspirou num incidente que teve seu empresário Robert Wace, que numa noite de bebedeira confundiu um travesti com uma mulher.


Além desse fato inusitado, a banda teve problemas com a BBC em veicular Lola por causa da citação da marca "Coca Cola" numa frase, o que fez com que mudassem para "Cherry Cola". Outra fato curioso é o nome do álbum seguido de "parte um" como se eles fossem lançar subsequentemente uma "parte dois". Isso se deu porque a banda tinha a intenção de lançar o álbum em formato duplo, o que acabou não ocorrendo.

Confira a tradução e um vídeo da música:

"Eu a conheci em um clube lá no velho Soho
Onde você bebe champagne e tem gosto igual a cherry-cola
C-O-L-A, cola
Ela se aproximou de mim e me pediu pra dançar
Eu lhe perguntei o seu nome e em uma voz grave ela disse
Lola L-O-L-A, Lola Lo-lo-lo-lo- Lola

Bem, eu não sou o cara com mais físico do mundo
Mas quando ela me abraçou apertado ela quase quebrou minha coluna
Oh minha Lola Lo-lo-lo-lo- Lola
Bem, eu não sou burro mas não consigo entender
Porque ela anda como mulher e fala feito homem
Oh minha Lola Lo-lo-lo-lo- Lola Lo-lo-lo-lo- Lola

Bem, nós bebemos champagne e dançamos a noite toda
Debaixo de luz de velas elétricas
Ela me levantou e me sentou no seu joelho
E ela me disse querido menino, vem pra casa comigo?
Bem, eu não sou o cara com mais paixão do mundo
Mas quando eu olhei em seus olhos, bem eu quase me apaixonei pela minha Lola
Lo-lo-lo-lo- Lola Lo-lo-lo-lo- Lola
Lola Lo-lo-lo-lo- Lola Lo-lo-lo-lo- Lola

Eu lhe afastei
Caminhei até a porta
Caí no chão
Fiquei de joelhos
Então olhei para ela e ela para mim

Bem, esse é o jeito que eu quero que fique
E eu quero sempre ser desse jeito para minha Lola
Lo-lo-lo-lo Lola
Garotas serão garotos e garotos serão garotas
É um mundo misturado, atrapalhado, agitado, com excessão da Lola
Lo-lo-lo-lo Lola

Bem, eu deixei minha casa semana passada
E nunca beijei uma mulher antes
Mas Lola sorriu e me tomou pela mão
E ela me disse querido menino,
eu vou te fazer um homem

Bem, eu não sou o cara mais másculo do mundo
Mas eu sei o que sou e estou feliz por ser um homem
E Lola também
Lo-lo-lo-lo- Lola Lo-lo-lo-lo- Lola
Lola Lo-lo-lo-lo- Lola Lo-lo-lo-lo- Lola"





Share:

20/07/2011

Você sabia? #4: A história de "Angie", dos Rolling Stones

 "Angie", um clássico dos Rolling Stones, faz parte do álbum "Goats Head Soup", de 1973.

Gravada no final de 1972, a canção foi composta por Mick Jagger e Keith Richards e sua letra fala sobre o fim de um romance, o que acabou gerando rumores de grandes proporções sobre quem seria a "Angie" em questão.
Muito se falava que Jagger havia escrito a música para Angela Bowie, esposa de David Bowie, com quem teria tido um suposto relacionamento. Jagger negou.
O fato é que, em 1972, David e Angela, numa entrevista conjunta, afirmaram ser ambos bissexuais, e que se relacionavam tanto com homens como com mulheres. Surgiram então os primeiros boatos de um triângulo amoroso, protagonizado pelo casal e por Mick Jagger, o que teria resultado na música dos Stones, “Angie”. Havia também a versão de que a música tinha sido composta para acalmar os ânimos de Angela, que ao voltar de uma viagem teria surpreendido Jagger e Bowie, nus, na cama do casal. Apesar de Jagger nunca ter confirmado o boato, em 04 de maio de 1990, Angela ratificou toda a história ao participar do programa "The Joan Rivers Show", alegando que estava impedida de falar sobre o ex nos dez anos seguidos à separação, por conta de uma cláusula do divórcio.
Em 1993, Angela escreveu o livro "Backstage Passes: Life On the Wild Side with David Bowie", onde detalhou mais peculiaridades de seu casamento com Bowie, inclusive as orgias de que ambos participavam enquanto casados. Os dois se conheceram durante um sexo a três com o executivo Calvin Mark Lee quando ela tinha 19 anos, em 1969.
Polêmicas a parte, "Angie", lançada como single em agosto de 1973, foi direto para o topo da Billboard E.U. Hot 100 e alcançou o 5º lugar nas paradas britânicas, se tornando umas das músicas mais famosas dos Stones.


Abaixo, o clipe de "Angie" legendado. Tire suas próprias conclusões!


Share:

18/07/2011

Covers #1: Red Hot Chili Peppers vs Stevie Wonder

Trata-se da música "Higher Ground". Confira:

Stevie Wonder (1973) [Original]


Red Hot Chili Peppers (1989) [Cover]
Share:

Você sabia? #3: "Ramones wants" e "AC/DC rocks"






Já notou que além de ter suas músicas baseadas em apenas três acordes, muitas músicas do Ramones tem no título o verbo "wanna"? Ramones está para "wanna" tanto quanto AC/DC está para "Rock N' Roll". Confira:

Ramones e todos os seus "Wanna's" (Música - Álbum pertecente):

I Wanna Be Your Boyfriend - Ramones (1976)
Now I Wanna Sniff Some Glue - Ramones (1976)
I Don't Wanna Go Down to the Basement - Ramones (1976)
I Don't Wanna Walk Around With You - Ramones (1976)
I Don't Wanna Be Learned/I Don't Wanna Be Tamed (Demo) - Ramones (1976)
Now I Wanna Be A Good Boy - Leave Home (1977)
Do You Wanna Dance? - Rocket To Russia (1977)
I Wanna Be Well - Rocket To Russia (1977)
I Just Want To Have Something To Do - Road To Ruin (1978)
I Wanted Everything - Road To Ruin (1978)
I Don't Want You - Road To Ruin (1978)
I Wanna Be Sedated - Road To Ruin (1978)
I Want You Around (Ed Stasium Version) - Road To Ruin (1978)
We Want The Airwaves - Pleasant Dreams (1981)
Merry Christmas (I Don't Want To Fight Tonight) - Pleasant Dreams (1981)
I Don't Want To Grow Up - ¡Adios Amigos! (1995)

AC/DC e todos os seus "Rock N' Roll's" (Música - Álbum pertencente):

It's A Long Way To The Top (If You Wanna Rock 'N Roll) - T.N.T. (1975)
Rock 'N' Roll Singer - T.N.T. (1975)
There's Gonna Be Some Rockin' - Dirty Deeds Done Dirt Cheap (1976)
R.I.P. (Rock In Peace) - Dirty Deeds Done Dirt Cheap (1976)
Rocker - Dirty Deeds Done Dirt Cheap (1976)
Let There Be Rock - Let There Be Rock (1977)
Rock N Roll Damnation - If You Want Blood (1978)
Rock and Roll Ain't Noise Pollution - Back In Black (1980)
For Those About To Rock (We Salute You) - For Those About To Rock (1981)
That's The Way I Wanna Rock'n'roll - Blow Up Your Video (1988)
Rock Your Heart Out - The Razors Edge (1990)
Hard As A Rock - Ballbreaker (1995)
Whiskey On The Rocks - Ballbreaker (1995)
Can't Stop Rock N' Roll - Stiff Upper Lip (2000)
Rock 'n' Roll Train - Black Ice (2008)
She Likes Rock 'n' Roll - Black Ice (2008)
Rock 'n' Roll Dream - Black Ice (2008)
Rocking All the Way - Black Ice (2008)
Share:

05/07/2011

Você sabia? #2: A capa de "London Calling", do Clash






Você sabia que a capa de "London Calling", terceiro álbum (e o mais aclamado) do The Clash faz alusão ao primeiro álbum do rei do Rock Elvis Presley? Confira abaixo:


London Calling (1979)



Elvis Presley (1956)
Share:

04/07/2011

Você sabia? #1: "Que País É Este?", do Legião Urbana, é um plágio?






Você sabia que "Que País É Este", uma das mais conhecidas músicas do Legião Urbana, é um plágio de "I Don't Care", dos Ramones? Inicialmente você pode até achar que não, mas seria muito difícil crer que a semelhança sonora seja mera coincidência.

Confira e se atente ao riff inicial:

Ramones - I Don't Care


Legião Urbana - Que País É Este
Share:

Tradução

Feed

Digite seu email abaixo:

Instagram

Twitter

Arquivo do blog